Estudo de Impacto Ambiental

A seriedade na execução e o compromisso com o desenvolvimento sustentável do Corredor Oeste de Exportação se refletem nos estudos realizados por instituições confiáveis. É o caso da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) uma organização de direito privado, sem fins lucrativos, criada em 1973. Um de seus objetivos está o apoio a instituições de ensino e pesquisa, públicas ou privadas. Possui, hoje, destacada atuação nas áreas de ensino, projetos, pesquisa e desenvolvimento de indicadores econômicos e financeiros.

Desde a sua fundação, a Fipe já realizou mais de 2,3 mil projetos e pesquisas para contratantes do setor público e do setor privado, em áreas como: economia do setor público, políticas sociais, economia do turismo, mercado de trabalho entre outras.

A Fipe, contratada pelo Paranacidade, tem o objetivo de elaborar os estudos técnicos na área ambiental, uma vez que os levantamentos em campo constituem a base para o EIA/RIMA.

 


 

O EIA/RIMA

 

O Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e o seu Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) são documentos técnicos multidisciplinares que avaliam de maneira ampla e completa os impactos ambientais envolvidos no empreendimento, ao mesmo tempo que planejam as medidas de mitigação, minimização ou compensação das ações resultantes, referindo-se à fase de licenciamento ambiental junto ao Ibama.

As atividades de pesquisa incluem: utilização de dados primários (visita a campo) e secundários (publicações e literatura), obtenção das anuências municipais, realização de audiências públicas, gestão para obtenção de licença prévia e vistoria com o órgão ambiental.

                   Acesse o Sumário Executivo Ambiental

                                          Acesse o RIMA

Nos links a seguir, estão os documentos que compõem o EIA   

Tomo I - Informações Gerais e Características do Empreendimento   

Tomo IIA - Diagnóstico Meio Físico parte 1 de 2             

Tomo IIB - Diagnóstico Meio Físico parte 2 de 2 

Tomo IIIA - Diagnóstico Meio Biótico parte 1 de 2

Tomo IIIB - Diagnóstico Meio Biótico parte 2 de 2

Tomo IV - Diagnóstico Meio Socioeconômico

Tomo V - Passivos Ambientais e Síntese Ambiental

Tomo VI - Análise, Impactos, Áreas de Influência e Medidas e Programas

Tomo VII - Alternativas Tecnológicas e Locacionais, Prognóstico Ambiental e Conclusões

Tomo VIII - Bibliografia

Tomo IX - Glossário e Lista de Siglas

Relatório Componente Indígena

Relatório Componente Quilombola

Volume II - Apêndices e Anexos

Volume IV - Informações de Geoprocessamento

 

 


 

O DUE DILIGENCE

 

O due diligence da Ferroeste visa identificar e diagnosticar os riscos e oportunidades da empresa, de modo a valorizar a desestatização. O processo será feito por equipe multidisciplinar, envolvendo a participação de profissionais de diversa áreas, tais como administradores, economistas, contadores e advogados.

 

 

 


O VALUATION

 

O valuation irá estimar o potencial de mercado da empresa e avaliar o preço justo da Ferroeste. Os estudos serão realizados com base no levantamento e análise de dados econômicos, financeiros e contábeis da empresa, bem como no estabelecimento de premissas de demanda, devidamente fundamentados tecnicamente.