Sustentabilidade

 

Desde o início do projeto, o Corredor Oeste de Exportação tem como base as diretrizes da sustentabilidade. Procuramos ir além dos trilhos, pretendemos promover benefícios a toda cadeia de stakeholders, respeitar as comunidades tradicionais e indígenas, gerar emprego e renda, incrementar a economia e mitigar os efeitos ao meio ambiente. 

NÓS ACREDITAMOS NA CONSOLIDAÇÃO      DO MODAL FERROVIÁRIO COMO MEIO PROPULSOR DO CRESCIMENTO SUSTENTÁVEL DO BRASIL

 


 

 

TRANSPORTE DE BAIXO CARBONO

 

A ferrovia é considerada um meio de transporte ecológico. Dois aspectos chamam a atenção: a diminuição de emissão dos poluentes das locomotivas e a área de implementação da infraestrutura necessária de menor impacto ambiental (2,5 vezes menor na construção da linha férrea em relação às rodovias).


 

EMPREENDIMENTO ELEGÍVEL PARA A EMISSÃO DE GREEN BONDS

 

A Nova Ferroeste por meio de suas ações sustentáveis busca alcançar a emissão de Títulos Verdes ou Green Bonds – fundos de investimentos que financiam projetos verdes. É mais segurança para o investidor na transparência dos recursos. É mais uma alternativa em alcançar o compromisso relativo às mudanças climáticas.

 


DESCIDA DA SERRA DO MAR ALINHADA AO PDS LITORAL 2035 

 

O Plano de Desenvolvimento Sustentável do Litoral do Paraná (PDS Litoral 2035) contempla um novo trecho ferroviário na Serra do Mar. A estratégia é que a ferrovia - sempre que a topografia permitir - tenha o seu desenho paralelo à Rodovia BR-277, com o objetivo de reduzir as externalidades ligadas ao trânsito de caminhões (conflitos com a mobilidade urbana, poluição, degradação do entorno urbano, acidentes, etc) e ainda melhorar a transposição da Serra com uma velocidade adequada.

A linha ferroviária existente é centenária e de interesse cultural e turístico, que por sua vez, não favorece a performance esperada nos próximos anos pela Nova Ferroeste. Atualmente o modal rodoviário carrega cerca de 80% da demanda de importação e exportação do Porto de Paranaguá, frente a 20% realizada por meio do modal ferroviário. Esta falta de diversificação de transporte prejudica o fluxo de mercadoria em direção ao porto.